Pre-loader
JUN 13

Como colocar DIU em São Paulo? - Dra Camila Bonacordi

0 comentários   |   Postado por Dra. Camila Bonacordi

Dispositivo intrauterino que será inserido

Agende uma consulta com a Dra. Camila para colocar DIU em São Paulo !

Para contato, clique aqui ou no símbolo de Whatsapp ao lado.

A Dra. Camila Bonacordi atua como ginecologista particular em São Paulo (SP), é formada pela Unicamp e especialista em cirurgia ginecológica minimamente invasiva pelo Hospital Pérola Byington.

Seu atendimento é totalmente focado no bem estar e na saúde da mulher, incluindo consultas de rotina, orientações, tratamentos e cirurgias ginecológicas minimamente invasivas.

Introdução: 

A inserção do DIU como método contraceptivo vem crescendo muito nos últimos anos, isso graças a sua praticidade e as desmistificações sobre seu uso.

Nada melhor do que não ter que se preocupar em tomar a pílula anticoncepcional todos os dias... Ainda mais com a rotina corrida vivida por nós mulheres, não é mesmo? 

A colocação do dispositivo intrauterino fornece um grande conforto para as mulheres, uma vez que é seguro (eficácia próxima à laqueadura), prático, reversível e de longa duração! 

Então para começar, separei as principais dúvidas que as mulheres apresentam antes de colocar o DIU em São Paulo.

O que é o DIU?

O DIU é um dispositivo intrauterino, ou seja, um dispositivo bem pequeno que é colocado dentro do útero com a finalidade de evitar gestação. 

Quais os tipos de DIU?

Atualmente existem 2 tipos de DIU: o DIU hormonal e o DIU não hormonal (DIU de Cobre e DIU de Prata).

Qual as vantagens e desvantagens do DIU de cobre, prata e hormonal?

DIU de Cobre

- Vantagens: Sua duração varia de 3 até 10 anos. Não interfere na libido ou no ciclo menstrual.

- Desvantagens: Pode aumentar o fluxo da menstruação.

DIU de Prata + Cobre

Ação semelhante ao DIU de cobre, porém a prata diminui sua oxidação.

- Vantagens: Pode diminuir o risco de menstruação intensa causado pelo DIU de cobre. Sua duração é de 5 anos. Não interfere na libido ou no ciclo menstrual.

- Desvantagens: Apesar do menor risco, também pode aumentar o fluxo da menstruação.

DIU Hormonal

DIU hormonal que contém progesterona na sua composição.  

- Vantagens: É um método de longa duração (5 anos). Pode ser utilizado como tratamento para sangramentos uterinos anormais e como proteção do endométrio na reposição hormonal pós menopausa.

- Desvantagens: Pode causar sangramento menstrual irregular, principalmente nos primeiros meses após a inserção. 

DIU Hormonal de Baixa Dose

Apresenta o mesmo mecanismo de ação do DIU hormonal, porém com menor dose hormonal. Foi lançado em 2020 no Brasil. 

- Vantagens: É um método de longa duração (5 anos). É ideal para mulheres com úteros pequenos ou que nunca engravidaram e que desejam redução do fluxo menstrual. 

Ele apresenta um tamanho menor e mais fino, proporcionando maior conforto na inserção.

- Desvantagens: Devido a sua menor dose de hormônio, é usado apenas com a finalidade de anticoncepção.

Como funciona o DIU hormonal? 

O DIU hormonal funciona através da liberação do hormônio levonorgestrel (progesterona) em pequenas quantidades diárias no útero pelo período de 5 anos. 

Este hormônio agirá no muco e pH do útero, tornando o ambiente uterino hostil ao espermatozoide, impedindo assim a fecundação e a gestação.  

Além disso, a progesterona também irá provocar uma atrofia endometrial (diminuição da camada interna do útero). 

Desta forma, muitas mulheres ficam sem menstruar (amenorréia) após a inserção do DIU hormonal. 

Como funciona o DIU não hormonal (DIU de Cobre e Prata)? 

O DIU não hormonal libera íons de cobre dentro do útero, provocando um processo inflamatório local que reduz a chance dos espermatozoides sobreviverem e encontrarem o óvulo.

Ademais, diminuem a motilidade das tubas uterinas, dificultando a movimentação do óvulo em direção ao útero, impedindo a fecundação. Não é um método abortivo!! 

Diferentemente do DIU hormonal, nesses tipos de DIU as mulheres continuam ovulando e menstruando normalmente, já que não causam atrofia endometrial.

É o método contraceptivo reversível de escolha para mulheres com contraindicação ao uso de hormônios (como exemplo nas mulheres com câncer de mama, história de trombose recente). 

Algumas mulheres podem apresentar aumento do fluxo menstrual com o uso do DIU de cobre, sendo assim lançado no mercado a opção do DIU de cobre e prata. 

O DIU de prata age estabilizando a oxidação do cobre, podendo diminuir esse efeito de aumento da menstruação

Como é colocado o DIU de cobre, prata e hormonal?

A inserção do DIU é similar entre os tipos de DIU. O procedimento pode ser realizado em centro cirúrgico ou no consultório.

Em ambos os casos, a paciente ficará em posição ginecológica e será inserido o espéculo vaginal (aparelho utilizado para o exame ginecológico na consulta de rotina). 

Após isso, haverá a assepsia e o pinçamento colo uterino para a retificação do útero, seguida da histerometria (inserção de uma cânula fina para a medida do útero, como se fosse uma régua). 

Após a medida do útero, ocorrerá a colocação do DIU e o fio será cortado a aproximadamente 1,5-2,0 cm do colo uterino. 

Quando o procedimento é feito em centro cirúrgico, realiza-se a histeroscopia para confirmar se o DIU ficou bem posicionado.

Para saber mais sobre histeroscopia, clique aqui

Este vídeo abaixo mostra direitinho como é colocado o DIU! Não esqueça de ligar as legendas em portugûes!

Como o DIU é retirado? 

O DIU é retirado durante o exame ginecológico, ao puxar seu fio delicadamente com o auxílio de uma pinça. A retirada geralmente é um processo tranquilo, mas que pode causar uma discreta cólica. 

Caso o fio do DIU não esteja visível no exame ginecológico, sua retirada deve ser feita através da histeroscopia. 

Quanto tempo após a colocação do DIU posso ter relação?

O ideal é aguardar pelo menos 24h após a inserção do DIU para ter relação sexual. 

Porém esse período é variável, devendo a mulher se sentir confortável, sem cólicas ou sangramentos, para retomar a atividade sexual. 

Vale ressaltar ainda a importância de associar o preservativo nas relações até o retorno na consulta com o ultrassom transvaginal. 

Isso é essencial para garantir que o DIU esteja bem posicionado e assim evitar uma gestação não planejada. 

Qual o tempo de duração do DIU hormonal? 

O DIU hormonal tem a duração de 5 anos

Quanto tempo dura o DIU de cobre e prata? 

O DIU de cobre pode durar 3, 5 ou 10 anos, a depender do modelo e dosagem. 

Já o DIU de prata tem duração de 5 anos

Quais os efeitos colaterais dos DIUs?

Os efeitos colaterais do DIU hormonal são: irregularidade menstrual com escapes, cólicas e dores de cabeça - principalmente nos primeiros meses após a inserção.

Já os efeitos colaterais do DIU de cobre são aumento do fluxo da menstruação e cólicas. 

O DIU de prata também pode causar cólicas, porém tende a interferir menos no aumento de fluxo menstrual. 

Além disso, tanto o DIU hormonal como o DIU não hormonal, não engordam! Isso é um mito!

Como saber se o DIU saiu do lugar?

Quando o DIU sai do lugar ou é expulso, a mulher passa a sentir cólicas e sangramentos vaginais

Em casos de expulsão parcial do DIU, é possível até sentir sua haste vertical no toque vaginal, situação que não ocorre quando ele está bem posicionado. 

As taxas de expulsão do DIU são baixas, mas maiores nos primeiros 30 dias de uso. Logo, é importante realizar um novo ultrassom transvaginal neste período para confirmar sua posição adequada. 

Quanto tempo após a gravidez posso colocar o DIU?

O DIU pode ser inserido logo após o parto normal ou cesárea (entre 10 minutos e 48h do parto) ou ainda após 6 semanas do parto. 

Quanto custa para colocar o DIU? 

O preço para colocar o DIU depende do tipo de DIU e do valor médico para a realização do procedimento.

O valor do DIU de cobre e DIU de prata variam de acordo com o tempo de duração e modelo, indo de R$ 150 a 400 reais. 

Já o DIU hormonal custa em torno de R$ 850 a 900 reais. 

A inserção do DIU pode ser feita tanto no consultório quanto no centro cirúrgico sob sedação.

Por isso, o valor completo para a sua colocação (preço do DIU + honorários médicos) varia de acordo com cada médico. 

Onde colocar DIU em São Paulo?

Este procedimento pode ser realizado em consultórios, clínicas ou no centro cirúrgico. Isso varia de acordo com cada ginecologista e desejo da paciente.

O nosso foco é sempre o máximo de conforto e tranquilidade para todos os procedimentos. 

Quando o DIU é inserido no centro cirúrgico sob sedação, realizamos também a histeroscopia para assegurar que ele está posicionado corretamente.

Isso proporciona um procedimento seguro, eficaz, sem dor e super prático.

Eu realizo este procedimento no meu consultório em São Paulo (SP), que fica localizado na rua Pamplona, próximo a avenida Paulista e os bairros Jardins, Jardim Paulista, Bela Vista, Pinheiros e Higienópolis.

Para contato, agende uma consulta com a Dra. Camila para colocar o seu DIU em São Paulo !

Conclusão:

Juntamos neste artigo as principais dúvidas que as mulheres apresentam antes de colocar o DIU. 

Explicamos como funcionam os DIUs de cobre, prata e hormonal, assim como suas vantagens e desvantagens.

Mostramos ainda como o DIU é colocado, sua duração, efeitos colaterais, onde colocar e muito mais! 

Espero que vocês tenham gostado! 

Tem alguma dúvida? Comente abaixo que eu respondo! Um beijo!

IMPORTANTE: Somente médicos devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. Agende uma consulta para maiores informações.

Compatilhe:

Artigos

VoltarVoltar

0 Comentários

Seja a primeira a comentar!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Campos de preenchimento obrigatório marcados com asterisco.